Casa cheia para conferir o I Encontro de Serviço Social do MPPE

Na última sexta (8), o auditório da Procuradoria Geral do Estado ficou pequeno para receber os participantes do I Encontro sobre a Atuação do Serviço Social no MPPE: contexto e desafios, que aconteceu durante todo o dia e teve suas inscrições esgotadas no mesmo dia em que o evento foi divulgado. O evento foi gratuito e reuniu integrantes do MPPE e profissionais das áreas sócio jurídica, das redes de saúde, educação e sócio assistencial do Estado. A coordenação foi realizada pela Escola Superior do Ministério Público de Pernambuco (ESMP/MPPE) com apoio do Sindicato dos Servidores do MPPE (Sindsemp/PE), Associação Nacional dos Servidores do MPPE (Anamppe) e do Instituto do Ministério Público de Pernambuco (IMPPE).

Fernando Ribamar integrou a mesa de debates

 

O principal objetivo do encontro que marcou as comemorações do Dia do Assistente Social, no mês passado, foi discutir a prática da atividade no campo sociojurídico, falar da importância da atuação das profissionais e disseminar o trabalho  realizado por elas no MPPE. A abertura contou com homenagens as duas primeiras assistentes sociais do MPPE, as servidoras Muirá Belém e Maria da Conceição Delgado.  A conjuntura contemporânea: dilemas, desafios e resistência foi muito bem representada pela professora e doutora em Serviço Social pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Maria Helena Elpídio Abreu, que preside a Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social – ABEPSS), que falou sobre a satisfação de voltar ao Recife para participar do evento.

Maria Helena falou sobre a importância dos profissionais entenderem as políticas sociais na atualidade, sobre os problemas causados pelo capitalismo desenfreado, onde o empresariado cada dia mais se apropria dos fundos públicos em favor dos seus interesses provocando a crise do capital e resultando em um alto ônus para a classe trabalhadora. Comentou sobre a problemática da criminalização dos movimentos sociais, destacando que hoje há uma visível naturalização e reforçou a importância do sujeito em atuar em coletivo em lutas contra o racismo, o preconceito, as causas em favor da classe LGBT e tantas outras do que estão à margem da sociedade. Discorreu sobre a importância da atuação dos sindicatos nessa construção e fortalecimento das ações coletivas.

Depois foi a vez do presidente do Sindsemp/PE, Fernando Ribamar, falar sobre a organização dos trabalhadores no contexto contemporâneo explorando a questão da perda de direitos e a favor de novas lutas societárias. Falou sobre a preocupação que as pessoas precisam ter enquanto trabalhadores, da maneira coletiva de como devem pensar a formação do trabalho, atuando sempre em prol de todos e não pensando apenas nos próprios interesses. Reforçou a questão da presença dos sindicatos na incidência das lutas sociais. “Precisamos cada vez mais pensar em transformações de modo a fomentar aproximações, debates e relações cada vez mais próximas dos diversos movimentos sociais”, pontua.

Em seguida, a mesa foi comandada pela especialista em direitos sociais e competências profissionais, Tanany dos Reis, que atua no Núcleo de Família e Registro Civil Alcides do Nascimento Lins, que rebateu a conjuntura da atuação do Serviço Social nos espaços institucionais sócio-jurídicos levantando a reflexão de como esses ambientes são tão antigos quanto à formação do Serviço Social e, no entanto, pouco se escreveu sobre essa prática.

No período da tarde, também estiveram em questão à conferência sobre “A garantia de direitos e o papel do Serviço Social no Ministério Público”, ministrada pela assistente social do MPSP, Cíntia Aparecida da Silva, e diálogos sobre a prática do Serviço Social no MPPE. Temas como Infância e juventude, Idoso, Caravana da pessoa idosa, Núcleo de Família e Registro Civil Alcides do Nascimento Lins (NAF), CAOP Saúde, Núcleo de Justiça Comunitária de Casa Amarela e Gerência Ministerial de Saúde e Assistência Social, este último proferido pela analista ministerial, Shirley Gonçalves, também foram abordados no evento.

Crédito do vídeo e fotos:  assessoria de imprensa do MPPE

Compartilhar: