Assembleia Geral foi realizada ontem (18) com resultados positivos para a categoria

Ontem (18), a tarde, na sede do Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Pernambuco (Sindsemp/PE), foi realizada a Assembleia Geral Ordinária (AGO) com a participação de toda a diretoria executiva do Sindicato, de alguns conselheiros, representantes de base e servidores, além de um grupo de concursandos aprovados na seleção pública desse ano. Foi um encontro positivo e que teve como principais pautas a prestação de contas de 2018 com espaço para elucidação das dúvidas e consequente concordância de todos os presentes, aprovação orçamentária para o ano vigente e a apresentação de um resumo do panorama nacional com vistas à realização do Congresso da Fenamp que acontece no próximo mês de março, em Brasília, e onde será eleita a nova diretoria executiva para o próximo triênio e também a nova diretoria da Ansemp.

Na Assembléia, foi eleita a delegação que irá participar do Congresso e é composta por Fernando Ribamar, presidente do Sindsemp/PE; Ronaldo Sampaio, secretário geral; Bosco Rabello, diretor de Finanças; e pelos representantes de base, Tanany Vieira,  Maria de Lourdes Viana e José Alberto Guerra. Também estiveram em pauta o plano de lutas 2019, com foco na campanha salarial para recomposição das perdas acumuladas, revisão do valor do auxílio saúde e a elaboração dos estudos de viabilidade para atualização do auxílio alimentação.

Além disso, o encontro serviu para expor outras ações que estarão no topo dos debates liderados pelo Sindsemp/PE como a defesa do concurso público e contra a criação dos cargos comissionados, por entender que é uma forma de precarização da carreira dos trabalhadores, e ainda a continuidade da luta pela democratização no Ministério Público de Pernambuco, através da cobrança dos compromissos firmados no ano passado com a gestão do MPPE. Para isso, diz Ribamar, “vamos manter a articulação com os parlamentares que nos apoiaram durante a campanha com a perspectiva de que eles possam nos apoiar efetivamente nos seus domicílios legislativos”.

O Sindicato também vai defender a nomeação de todos os concursados que acabaram de ser aprovados e a criação dos novos cargos que são necessários, com base na conclusão dos estudos das promotorias de justiça, visando com isso que a carreira de apoio técnico no MP seja prestada prioritariamente por servidores efetivos. Para fechar a Assembléia, foi feito um repasse da situação do processo do Funafin, uma ação judicial que o Sindsemp/PE move desde 2003 contra o Estado por conta de descontos indevidos na folha de pagamento dos servidores para a previdência estadual e que está em vias de pagamento, ou seja, está na fase de emissão dos RPV´S (documentos) para que possam ser devidamente efetuados e, por isso, mais perto de ser finalizado.

Com relação aos novos concursados, a gestão do Sindicato se dispôs a auxiliar no que for preciso, não só no que diz respeito ao apoio político para conversas e trâmites com a gestão do MPPE, mas também no que for necessário de apoio jurídico e utilização da estrutura física da entidade.

Compartilhar: