Delegação do Sindsemp/PE participa do Congresso Extraordinário da Fenamp

Nesta quarta (14) e quinta (15), está acontecendo o 1º Congresso Extraordinário da Federação Nacional dos Servidores dos Ministérios Públicos Estaduais (Fenamp) no Campus da Universidade Federal da Bahia, na cidade de Salvador, reunindo representantes de sindicatos de diversos estados brasileiros. O evento acontece durante o Fórum Social Mundial que será realizado até o dia 17.

O Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Pernambuco (Sindsemp/PE) enviou delegação com 9 representantes para participar dos debates que tem como principais objetivos ampliar os espaços de discussão de uma maneira mais geral tratando de problemas da conjuntura nacional e mundial e também servir como um ambiente de formação politica para os componentes da categoria. Do Sindsemp/PE participam os integrantes: Fernando Ribamar, João Bosco, Leilane Almeida, Monica Cristina, Roberto Cabral, Ronaldo Fonseca, Samuel Filho, Shirley Gonçalves e Victor Albuquerque. Todos foram eleitos em três plenárias distintas realizadas nos últimos meses.

Delegação pernambucana no Congresso da Fenamp

Entre os temas que serão abordados no Congresso estão à alteração do estatuto da Fenamp; balanço das atividades nesses dois anos; definição das pautas de lutas e planos de ação para este ano; filiação a entidades de grau superior; e a questão do financiamento da Federação tendo em vista o fim do imposto sindical.

Para o presidente do Sindsemp/PE, Fernando Ribamar, a participação da delegação pernambucana no evento é importante, pois têm uma missão relevante que é garantir que a federação nacional continue sendo formada e tendo suas atuações ditadas pela base e não por uma cúpula. “Precisamos aprofundar a democracia na Fenamp e garantir o funcionamento das entidades que não podem fazê-lo sem que haja arrecadação suficiente”, enumera. Ele ressalta ainda que a questão da filiação de grau superior é necessária para que se possa perceber e compreender a participação dos sindicatos nos espaços de lutas que são postos atualmente. Para Ribamar, optar por esta ou aquela entidade de grau superior é tomar um posicionamento nesse sentido.

Além disso, diz ele, a presença no Fórum é uma experiência que engradece politicamente e sociologicamente todas as pessoas que estão participando, é uma oportunidade de ampliar os horizontes dentro do próprio sindicato.

Compartilhar: