NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Pernambuco – SINDSEMPPE, entidade classista, que tem dentre seus objetivos estatutários a luta em defesa das liberdades individuais e coletivas, o respeito à justiça social e aos direitos humanos, vem a público manifestar seu repúdio ao pronunciamento do Presidente da República acerca do desaparecido político, o pernambucano Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, pai de Felipe Santa Cruz, atual Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil.

Todas as autoridades do nosso País, inclusive o Senhor Presidente da República, devem obediência à Constituição Federal, que instituiu nosso país como Estado Democrático de Direito e tem entre seus fundamentos a dignidade da pessoa humana, na qual se inclui o direito ao respeito da memória de nossos mortos.

O Presidente da República, seja nesta condição ou no exercício dos diversos mandatos na condição de parlamentar, tem agido reiteradamente no sentido de menosprezar o respeito às diferenças e divergências, vilipendiando a memória de todas as vítimas da ditaduta militar brasileira, além de sistematicamente negar fatos já reconhecidos e comprovados no âmbito da Comissão da Verdade, relacionados à prática de terrorismo de Estado no Brasil.

A declaração do Presidente da República não somente escancara mais uma vez a sua total carência de valores e princípios éticos e inabilidade para o exercício do mais alto cargo do Poder Executivo, mas, consolida uma postura irresponsável de negação da realidade e distorção dos fatos.

Por estas razões, o SINDSEMPPE, ao mesmo tempo em que se solidariza com a família Santa Cruz que, como tantas outras, vive até hoje o drama da busca de informações sobre as circunstâncias do desaparecimento de seus entes queridos, REPUDIA as declarações do Senhor Presidente da República e permanecerá se posicionando contra qualquer tipo de retrocesso, na luta pela construção de uma sociedade livre, justa e solidária.

A DIRETORIA DO SINDSEMPPE

Compartilhar: