Reunião do Colégio: revisão inflacionária em 4,2% está assegurada para maio de 2019

A diretoria executiva do Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Pernambuco (Sindsemp/PE) participou na tarde de ontem (20), da sessão extraordinária do Orgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça (OECPJ) que tratou da aprovação da proposta orçamentária do MPPE para o próximo ano. Na proposta, aprovada pelo órgão, está prevista e garantida pelo procurador geral de justiça, Fernando Dirceu Barros, a revisão inflacionária dos servidores em 4,2%, a partir de maio de 2019. Além disso, está prevista a nomeação de 50 servidores e outros itens referentes aos membros.

Na ocasião, o presidente do Sindicato, Fernando Ribamar, fez uma intervenção no intuito de que haja uma melhor distribuição dos recursos orçamentários entre membros e servidores com vistas na melhoria das condições de trabalho da categoria.  “Sabemos que existe uma enorme discrepância entre os montantes destinados aos membros e aos servidores, cujos valores equivalem a cerca de 5%. Entendemos que é possível e viável a recomposição das perdas acumuladas pela categoria, na ordem de 11%, bem como a atualização dos benefícios (auxílio saúde e alimentação). O impacto de tais medidas seria compatível com a realidade orçamentária e alcançaria uma parcela muito maior dos integrantes do MPPE”, observa.

Ribamar lembrou a situação defasada do auxílio saúde que está há dois anos sem reajuste e o alimentação que não tem aumento desde 2010. Após a intervenção da diretoria executiva, o procurador garantiu que o percentual previsto e aprovado pelo Colégio de Procuradores será implementado e que é continua a negociação. “Em breve convocaremos a categoria para que possamos debater as estratégias e os pleitos para o plano de lutas de 2019”, ressalta.

Compartilhar: