Sindicato dos Servidores do MPPE entrega “lista tríplice” ao Governador

Se fosse pela vontade dos servidores do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), os três membros do MPPE mais bem posicionados para ser o próximo Procurador Geral de Justiça (PGJ) seriam Charles Lima, Aguinaldo Fenelon ou Ivana Botelho. Este foi o resultado da Eleição Paralela para PGJ realizada pelo Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Pernambuco (SINDSEMPPE) ontem e anteontem (19 e 20 de dezembro). O resultado da eleição foi entregue ao secretário executivo de Relações Institucionais do Governo, Marcelo Canuto, e à vice-governadora eleita, Luciana Santos, na manhã desta sexta-feira (21).

Resultado das eleições foi entregue esta manhã a vice-governadora eleita, Luciana Santos

O Sindicato realizou a eleição entre os servidores com as mesmas regras das que ocorre entre os procuradores e promotores de Justiça. No dia 4 de janeiro de 2019, todos eles comparecerão à sede do MPPE no Recife para escolher uma lista tríplice que será apresentada ao Governador do Estado Paulo Câmara. O governador pode escolher qualquer um da lista.
No processo de eleições paralelas, 227 servidores participaram, demonstrando o interesse efetivo da categoria em fazer parte do processo eleitoral. “O resultado reflete os anseios de parcela significativa daqueles e daquelas que fazem o Ministério Público de Pernambuco. Nós solicitamos ao governador que leve em conta tais anseios no momento de escolher o próximo PGJ”, diz o presidente do SINDSEMPPE, Fernando Ribamar.

A realização de eleições paralelas para PGJ é uma campanha da Federação Nacional dos Trabalhadores dos Ministérios Públicos Estaduais (FENAMP) com o objetivo de ampliar o debate sobre a democratização do Ministério Público, objeto da PEC nº 147/2015, em tramitação no Congresso Nacional.

O secretário executivo de Relações Institucionais do Governo de PE, Marcelo Canuto, também recebeu o documento

Os servidores do MPPE votaram por meio de um processo eletrônico e individual. Cada um deles recebeu um e-mail com link único para escolher sua “lista tríplice”.

“O Sindicato não tem preferências. A eleição paralela ocorreu sem nenhum direcionamento, mas tão somente, para ouvir a categoria e contribuir para a luta pelo direito ao voto dos servidores para PGJ”, relata Fernando Ribamar.
Os candidatos Charles Lima, Aguinaldo Fenelon e Ivana Botelho receberam 132, 116 e 103 votos respectivamente.

Compartilhar: