Sindicato mobiliza categoria com campanha em prol do reajuste salarial


icone facebook icone twitter icone whatsapp icone email

Para cobrar um posicionamento mais objetivo da gestão do Ministério Público de Pernambuco acerca da revisão salarial dos servidores, o Sindicato dos Servidores do Ministério Público de Pernambuco (Sindsemp/Pe) inicia hoje (6), uma campanha com ações de panfletagem e diálogo com a base em seus respectivos locais de trabalho. A ideia é mobilizar a categoria tomando como base as reiteradas atuações do MPPE em promover o aumento das despesas com pessoal, seja através do reajuste salarial e da venda das férias de procuradores e promotores de justiça,  da nomeação de novos promotores de justiça, da aquisição de novos computadores para os promotores e procuradores, entre outros gastos.

De acordo com o Sindicato, a falta de uma resposta objetiva e o desrespeito à data base que está em seu primeiro ano de vigência enquanto lei são as principais motivações para a mobilização. “A previsão orçamentária do MPPE que foi apresentada ao colégio de procuradores e, na ocasião a gestão garantiu que a revisão salarial dos trabalhadores da instituição faria parte do chamado "orçamento real"”, dispara o presidente, Fernando Ribamar.

A expectativa da diretoria é que os trabalhos da campanha sejam realizados até o final da próxima semana nas promotorias da Região Metropolitana do Recife. Para as promotorias do interior do Estado, o material será enviado pelos Correios, dando  oportunidade para que todos os servidores tenham acesso e possam lutar junto pelos seus direitos.

O Sindsemp/PE aproveita para convidar todos os trabalhadores e trabalhadoras do MPPE a participarem da Greve Geral que será realizada em todo o país no próximo dia 14, em defesa da previdência, da educação pública de qualidade e dos direitos dos trabalhadores. E, pede ainda que, nos dias 13 e 20 de junho, todos os servidores compareçam aos seus postos de trabalho vestindo camisa ou roupa preta e levando o material da campanha salarial com o intuito de demonstrar à gestão, o quanto a categoria está insatisfeita com o tratamento que lhe está sendo dispensado.

« Voltar